> O que é?

Anunciado na E3 do ano passado, durante a conferência da EA, Unravel foi uma das surpresas do evento. Você controla um personagem bem simpático, feito de lã, chamado Yarny (que pra mim é um capetinha, não adianta falar que não é), e você acaba se aproveitando dessa característica como um elemento importante do gameplay. É um jogo de plataforma, com movimentação 2D, e o objetivo é basicamente ir do ponto A ao ponto B, mas descobrindo como passar de cada obstáculo, puzzle é um elemento bem presente aqui.

Lembra muito o (excelente) Limbo, só que em uma versão mais bonitinha, e com a mecânica de utilizar a “linha” do personagem para resolver esses puzzles, usando para escalar, acessar lugar mais altos, montar pontes e trampolins, e assim vai.

Existe também um lado mais emocional no jogo, que vai sendo construído com a trilha sonora e narrativa. É uma daquelas experiências feitas mais para jogar aproveitando cada detalhe, com calma, do que algo mais ligado ao desafio, então tem que saber se é o tipo de coisa que te agrada ou não.

É bem legal ver uma empresa como a EA, tida como a grande “corporação maligna dos games”, investindo nesse tipo de projeto (e fica mais legal ainda se você também imaginar o personagem como um demôninho, combina bem), menor, mais pessoal, feito sem a pretensão e obrigação de ser comercial e vender milhões. Outras empresas também vêm apostando nesse formato, como a UbiSoft como os seus jogos da Ubi Art, ou a Microsoft e Sony, com vários jogos menores (e geralmente exclusivos) para a Live e PSN.

Unravel já está disponível para PS4, Xbox One e PC, custando 20 dólares (R$ 39,90 na Origin, e R$ 80 na Live/PSN), e parece ter sido uma aposta certeira da EA, já que ele vem recebendo uma resposta positiva do público e crítica.

>Conheça mais alguns detalhes sobre o jogo, e um resumo de tudo que foi falado e avaliado:

Plataformas: PlayStation 4 / Xbox One / PC

Lançamento: 09/02/2016

Desenvolvido por: Coldwood Interactive Publicado por: EA

> Tempo de jogo

Campanha principal: 5~6 horas

*Tempo médio, sempre pode variar de acordo como você joga.

> Notas e Opiniões

Média das notas pelo Metacritic: 80/100

O que a crítica falou:

Unravel é uma linda, delicada e emocionante experiência. Extremamente cativante graças ao mundo bem desenhado e ao dolorosamente encantador protagonista. Playstation Universe, 9/10

Como um puzzler, ele tem charme devido as habilidades cativantes de Yarny, mas como um jogo de plataforma, a experiência é menos memorável. Mas julgar apenas baseado nessas mecânicas seria negligenciar sua maior conquista: o jeito que ele consegue provocar emoções sutis e complexas, com o uso da natureza e nostalgia. Isso tudo faz dele uma aventura sincera, emocionante e extremamente agradável. IGN, 8.3/10

A jornada de Yarny pode ter seus altos e baixos, mas é breve e bonita. É basicamente uma mensagem de amor. Guardian, 8/10

O jogo constantemente sugere que coisas maiores estão por vir, mas nunca consegue chegar lá. No final, ao invés de nos sentirmos tocados, nos sentidos satisfeitos. Um jogo maravilhosamente charmoso, com belas, variadas fases e puzzles bem construídos, mas queríamos que ele fosse mais marcante. -GameTrailers, 7.5/10

Baseado apenas no gameplay, ele é tudo que eu sempre temo em jogos indie; Bonito, sincero, mas como o próprio protagonista, não é robusto o suficiente. GameSpot, 7/10

> Ví­deos e Gameplay

Trailer oficial: 

Gameplay do início do jogo, em português, por BRKsEDU:

Gameplay do jogo, em inglês, por IGN (Naomi jogando pela primeira vez):

Ví­deo ensinando a fazer o seu próprio Yarny:

*Com informações de Metacritic, How Long to Beat e outras fontes citadas.