> O que é?

Começou como um projeto de um Game Jam, tipo de evento onde um grupo pequeno de desenvolvedores tem um tempo bem limitado pra entregar um jogo novo. O projeto apresentado agradou tanto que a equipe resolveu dar continuidade, transformou em um projeto maior, foi pro Kickstarter, conseguiu o dinheiro pedido em menos de 24 horas, e agora em 2016 SUPERHOT finalmente foi lançado no Steam.

SUPERHOT é um FPS, que traz uma mecânica bem diferente, aqui o tempo só se move quando você se move. Pode parecer um pouco estranho só lendo assim, mas assim que você assistir algum vídeo do jogo (tem alguns no final da postagem), fica bem tranquilo de entender como o jogo funciona. É bem comum entre os jogos independentes trazer uma “mecânica revolucionária”, que serve como base para todo o gameplay, e também é muito comum isso acabar não funciona bem, já que as vezes é uma mecânica que não sustenta um jogo inteiro, ou que acaba não agrandado boa parte dos jogadores. Mas esse, felizmente, não é o caso de SUPERHOT, aqui tudo funciona muito bem e o jogo vem sendo aclamado como uma das melhores ideias que surgiram nos últimos anos, ainda mais dentro de um gênero já cansado.

Como já é esperado com a mecânica de controlar o tempo, a estratégia é parte fundamental do jogo. O conceito é simples, em cada uma das 30 fases o seu objetivo é matar todos os inimigos vermelhos. Isso é o resumo de SUPERHOT, mas claro que não é tão simples quanto parece. Você vai ter que ir calculando seus movimentos para desviar dos tiros, acertar os inimigos, pegar armas no cenário (a quantidade de tiros de cada arma é bem limitada, então você vai trocar sempre) e ir avançando, tudo bem no estilo das cenas de ação de filmes dos anos 90. O jogo já foi descrito como uma versão em primeira pessoa de Hotline Miami, além de muita gente apontar semelhanças com jogos como Braid e Mirror’s Edge, o que definitivamente faz uma combinação interessante.

A campanha não é muito longa, durando cerca de 3 horas, mas após completar ainda existem os modos de desafios, onde você vai jogar a campanha com algumas alterações (como só poder usar uma katana), e também o modo Endless, no qual você vai poder ficar brincando de matar os vermelhinhos até superar seus recordes.

A maior crítica vem sendo sobre a falta de conteúdo, muita gente acha que a campanha deveria ser maior, que poderiam existir uma maior variedade de armas e de mecânicas, já que elas não evoluem com o tempo, você vai fazer as mesmas coisas, apenas em cenários mais difíceis e com mais inimigos. Até se você for olhar a opinião dos jogadores no Steam, a crítica básica é justamente sobre ser um jogo que não tem conteúdo o suficiente para valer o preço (25 dólares). Mas claro que também tem muita gente defendendo que a qualidade do jogo compensa isso tudo.

SUPERHOT já está disponível no Steam (R$ 35,99 no momento) e chega agora em março no Xbox One. O jogo é ótimo para quem quer experimentar algo diferente e que seja divertido, ou está cansado dos FPS modernos. Você ainda pode jogar o protótipo do jogo no seu navegador, direto no site oficial (https://superhotgame.com/play-prototype/). Não funciona no Chrome, e eu também não consegui fazer funcionar aqui no IE, mas você pode tentar a sorte ai na sua casa.

> Informações

  • Plataformas: PC / Xbox One (em breve)
  • Gênero: FPS / Estratégia
  • Data de Lançamento: 25/02/2016
  • Desenvolvido por: Superhot Team
  • Publicado por: Superhot Team
  • Tempo médio da campanha: 3 horas
  • Preço: 25 dólares

> Notas e Reviews

> Ví­deos

> Trailer de Lançamento:

> Início do jogo, em português, por Zangado:

> Excelente review, em inglês, por Super Bunnyhop: