Ilha do Medo (Shutter Island, nome original) é um filme de 2010, baseado no livro “Paciente 67“, estrelado por Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo e dirigido pelo Martin Scorsese. Diferente do que o título brasileiro sugere, Ilha do Medo não é um filme de terror, mas sim um filme de suspense e investigação. Não dá pra culpar muito a tradução, é difícil achar alguma outra opção de nome, o mais perto que pensei seria algo como “A Ilha Encoberta“, nome bem ruim, então é melhor ficar como Ilha do Medo mesmo.

O filme se passa em 1954 e conta a história do investigador Edward Daniels (Leonardo DiCaprio), que junto de Chuck Aule (Mark Ruffalo) são chamados para uma ilha, onde funciona o Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, sanatório para pessoas que cometeram crimes, e onde uma das pacientes desapareceu. Como já é de se esperar, o que começa com a investigação do sumiço da paciente vai se desenvolvendo para outros pontos, como o que realmente acontece na ilha, quem são os responsáveis por tudo e até mesmo em conseguir diferenciar o que é real ou não.

O protagonista ainda vai se mostrando como uma pessoa com um passado bem conturbado, e isso vai sendo decifrado aos poucos durante a história. Lembra muito o caso do protagonista de A Origem (Inception), também feito por Leonardo DiCaprio, e também lançado em 2010, o que inclusive ajudou a “apagar” um pouco Ilha do Medo.

Atmosfera e ambientação são os principais pontos do filme. Todo o clima é bem construído, muito pelo excelente uso da trilha sonora, que faz com que uma simples caminhada até a entrada da ilha vire uma cena bem angustiante, e até propositalmente desconfortável. A história, apesar de não ser muito complexa, é tensa, e isso vai sendo moldado muito bem, você fica com a sensação de cada vez estar mais preso naquela ilha, com aquela porra de chuva que não para nunca e sem saber exatamente o que vai acontecer, ou mesmo o que você faria naquela situação.

Você vai recebendo pistas, e tentando desvendar o mistério junto com o protagonista, que inclusive é pra mim um dos melhores trabalhos do Leonardo DiCaprio, mas ao mesmo tempo também compartilha com ele a sensação de impotência dentro daquela ilha. O filme também tem uma das cenas mais tensas que eu já vi, apesar de extremamente simples. Não quero spoilar muito, então só vou falar que é uma cena com uma carona, mas tem tanta coisa ali que não teria como não destacar essa pequena parte do filme.

Existe uma parte que eu acho um pouco mal aproveitada no filme, com um pedaço da ilha que é muito citado do início até a metade do filme, e quando essa área vai ser realmente explorada, acaba sendo um pouco decepcionante, não chega a estragar o filme, mas dão tanto destaque para o que eu achei a parte mais fraquinha daqui.

Vale citar que esse não é exatamente um filme aberto, com muito espaço pra interpretações, existe sim um final revelador aqui, e por mais que talvez você tenha que assistir de novo ou conversar com alguém pra pegar todos os detalhes, todas as respostas estão no filme.

Ilha do Medo não é um filme pequeno, desconhecido ou com uma bilheteria fraca, mas ele acaba sendo um filme um pouco esquecido, e até injustiçado. Não é um dos primeiros filmes citados quando se fala de Leonardo DiCaprio ou de Scorsese, e até no próprio ano de lançamento acabou perdendo muito destaque para Inception, lançado alguns meses depois. O próprio título brasileiro acaba afastando alguns desavisados, conheço gente que deixou de assistir achando que era um filme de terror, dúvida extremamente fácil de ser resolvida, mas aparentemente não fácil o suficiente para alguns amigos meus.

Mas apesar de muitas vezes não receber tanta atenção, Ilha do Medo é um filme excelente, com uma ambientação e aspectos técnicos impecáveis, uma das melhores atuação do DiCaprio, e que consegue entregar um suspense que se desenvolve bem. Talvez seja um filme que não vá funcionar pra todo mundo, já que se você não “comprar” a ambientação, ou não achar a resolução final convincente, não vai sobrar muita coisa pra curtir. Mas se você, assim como eu, conseguir ter essa imersão que o filme proporciona, Ilha do Medo fica completamente imperdível. E tenso, muito tenso.


 

> Vale a pena assistir? Vale, ótimo suspense e universo. É um filme que gera opiniões um pouco divididas, mas vale demais assistir, porque se o filme funcionar pra você, ele vai funcionar muito bem. Uma recomendação é assistir sem procurar muita coisa sobre o filme antes, por ser uma história de suspense e investigação, acaba sendo bem sensível spoilers.

> Tem no Netflix? Sim!

> Seguro ver acompanhado? Sim, sem nenhuma cena muito forte ou imprópria aqui. E não é um filme de terror, pode ver com o seu amigo medroso.

> Trailer: