O filme mais odiado das últimas semanas, a versão de Death Note feita pela Netflix vem dividindo opiniões desde que foi lançada. Parte do público achou uma péssima adaptação e uma das piores produções do serviço de streaming mais popular do mundo, enquanto a outra parte achou ainda pior. Causando fúria, lágrimas e decepção pela internet, Death Note é mesmo esse desastre?

Surpreendentemente, não achei o filme tão ruim quanto a sua fama, talvez pelas declarações de ódio e revolta terem levado minha expectativa para o chão, ou pela internet ser ótima em odiar coisas, o que acaba fazendo com que tudo pareça ainda pior do que realmente é, mas a minha experiência assistindo o filme foi, veja só, apenas ruim. Importante ressaltar que não, eu não assisti ao material original, apesar de ter ficado evidente pra mim que não é uma boa adaptação (e o que certamente adiciona muitos pontos negativos pra quem é fã do mangá/anime), mas analisando apenas o filme em si e deixando de lado toda a parte de comparação, Death Note continua tendo uma série de problemas e decisões estranhas, sendo um filme muito corrido, com vários elementos e personagens mal desenvolvidos, mas que consegue entregar um certo entretenimento dessa bagunça toda.

A primeira cena do filme é muito bem feita, com um slowmotion mostrando a escola, apresentando os personagens, música combinando, tudo ficou bem classudo e parecia ser o começo de uma ótima adaptação, mas passado esses um a dois minutos iniciais as coisas acabam indo ladeira abaixo.

Inclusive, a parte mais popular do filme, o encontro do Light Turner com o demônio Ryuk, que mesmo se você não assistiu o filme você já viu essa cena milhares de vezes em todas as redes sociais do mundo, que é usada como o ápice da demonstração de quão distorcido esse filme é, não é uma cena ruim. Eu sei, é completamente o oposto de como as coisas acontecem no anime, mas deixando a comparação de lado ela funciona no filme, e é até divertida. O problema é que ela acontece com cerca de 7 minutos de filme, então a construção de personagem, de tensão e da história em si até esse ponto é zero.

Esse ritmo corrido, embolado e que sempre passa a sensação de que tudo está sendo tratado de forma mais superficial do que deveria segue pelo filme todo, tem momentos em que o filme parece um vídeo do YouTube, só que com umas mortes no estilo Premonição entre as cenas.

Mesmo eu não sendo o maior entusiasta de animes do mundo, existe algo que basicamente só essa mídia consegue entregar, que é fazer coisas bem bizarras parecem legais pra caralho. Não adianta, mesmo sem ter assistido eu consigo ver como o personagem do L, sentando daquele jeito peculiar agachadinho, enquanto come doces e fala de um jeito meio estranho deve ser legal demais na versão original, mas a tentativa de fazer tudo isso no filme simplesmente não funciona. Fica só estranho, forçado, fora de lugar, transformando um dos personagens mais ricos em um dos pontos mais baixos do filme.

A grande virtude de Death Note é que a premissa básica, do caderno onde se escreve o nome e a pessoa morre, do conflito moral e da disputa entre dois lados muito inteligentes (apesar de um pouco menos inteligentes nessa adaptação, né) é muito boa. O que não é mérito nenhum do filme, mas sim do material original, mas que consegue manter tudo ainda um pouco interessante de acompanhar. Talvez o grande feito do filme seja mesmo fazer com que muita gente tenha interesse de assistir ao anime, que também está disponível na Netflix. Já entrou na minha lista.

> Qual é a história?

O inteligente e não muito sociável estudante Light Turner encontra um caderno misterioso caído do céu, que vem acompanhado do encosto Ryuk, onde escrever o nome de uma pessoa faz com que ela morra. Light usa esse poder para tentar fazer justiça, transformar o mundo em um lugar melhor e arrumar uma namoradinha durante o processo, até aparecer o mais inteligente detetive do mundo, conhecido apenas como L, investigando o caso e criando essa disputa entre eles.

> Vale a pena assistir?

É difícil recomendar, já que se você é fã do anime, você vai assistir uma versão bem diferente e até revoltante em certos momentos, e se você nunca assistiu ao original, é melhor começar por ele de qualquer forma. É feito pra um público que realmente não tem interesse nenhum em assistir ao anime, porque ai você vai ter um filme com uma execução mais ou menos, mas com uma premissa bem interessante.

* Clique para conhecer o nosso Sistema de Avaliação.

> Trailer: