Street Fighter não só é a série de luta mais reconhecida, como foi a criadora desse formatado que existe até hoje. Com o próximo jogo da franquia chegando no mês que vem, é um ótimo momento tanto pra conhecer mais detalhes sobre a série, como para iniciar nesse maravilhoso mundo dos jogos de lutinha.

A ideia dessa versão do bluwINDICA é postar séries feitas no YouTube, já que tem muita coisa boa lá e acredito ser a plataforma que boa parte do pessoal aqui mais consome (eu incluído). O conteúdo é do canal do Velberan, youtuber brasileiro que tem um canal bem legal sobre games, com vídeos bem produzidos e cobre tanto lançamentos como jogos clássicos, então quem tem mais idade e viveu nessa época, vai ter muita coisa interessante pra ver por lá.

A indicação hoje vai pra série de vídeos que ele fez contando toda a história de Street Fighter, do primeiro jogo até o SF IV, passando pela série Zero/Alpha e Final Fight, que faz parte sim da franquia e tem um vídeo só pra ela.

Conheci o canal do Velberan através dessa série, e ela é o melhor conteúdo sobre a história de Street Fighter que já vi aqui no Brasil. Nos primeiros minutos eu estranhei um pouco o jeito dele de falar, então se isso acontecer com você, não desista que você logo se acostuma, e o conteúdo compensa muito.

A série de vídeos traz não só informações sobre a história dos jogos e personagens, mas também fala sobre a produção, bastidores e algumas curiosidades.

  • Você sabia que o Arcade original do primeiro Street Fighter ia ter um botão enorme que você socaria de verdade?
  • Sabia que o Akuma foi criado por causa de uma brincadeira de 1º de Abril de uma revista?
  • Sabia que a Chun-li na verdade é homem?
  • Sabia que Street Fighter quase deixou de ser um jogo de luta?

OK, uma dessas informações é mentira, então é só assistir aos vídeos pra descobrir.


*Apesar de não ter a numeração e falar sobre Final Fight, esse é o segundo vídeo da série mesmo, já que cronologicamente foi o segundo jogo lançado e faz sim parte da franquia. Encare como um extra, mas vale a pena assistir na ordem.