BDSM é emprego? O que é 24/7? Propostas indecentes.

Vire e mexe recebo propostas de subs (às vezes com nenhuma experiência, mas com garantias que serão o melhor submisso que já tive) para serem meus “escravos 24/7”. Pra quem não sabe, um escravo 24/7 está ao dispor de seu dominador/dono 24 hrs por dia, 7 dias por semana. A maioria está desempregada e alguns já me confessaram que não curtem muito esse negócio de trabalhar 8/5 (8hrs/5 dias por semana) como a grande maioria das pessoas têm que fazer.

A maioria deles foge rapidamente quando vc propõe uma submissão em casa e a obrigação de ter um trabalho externo. Um deles me propondo ser 24/7, sem ter nem “direitos humanos”, na sequência da mesma conversa se confessou “sem jeito para trabalho”, “sem vontade de ter uma carreira” e usuário 24/7 de maconha (nessa modalidade 24/7 dele eu acreditei!!!) e deixou bem claro que gostaria que isso não mudasse, adivinha quem seria o fornecedor de maconha grátis pra vagabundo 24/7?

O que fazer nesses casos? Ser grosso? Rir? Chorar? Colocar uma roupa de dominador, escrever OTÁRIO na testa e postar uma foto se assumindo burro de vez?

Pessoal 24/7 É OUTRA COISA. É um passo pra poucos dentro do BDSM pois exige muito de ambas as partes, é pra gente preparada, comprometida, que já viveu muito o BDSM. É um casamento e não um “emprego fácil”, até porque não é nem um pouco fácil uma relação 24/7, tanto para o dominador quanto para o escravo (sim esse cara estará numa situação de “escravo BDSM”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em novembro Leathers de Minas realizam encontro fetichista em Belo Horizonte

Eu não quero mais sexo - há algo de errado comigo?

'Quanto Mais Vida, Melhor!': Nova novela da TV Globo terá personagem não-binária e drag queen